quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Eu e o Bullying (part. 1)


Era tão jovem (uma criança), a mais pura inocência demonstrava, sonhava, acreditava, mas não previa que as pessoas a tornariam tao frágil, sem esperanças, sem vida, sem cor. 
Descia as escadas, estava achando sensacional estar entre as pessoas, adorava musica de rock (meio emocore, confesso!), adorava escrever seus sentimentos em qualquer papel que achasse, se tivesse algum espaço em branco em algum papel, la estaria seus sentimentos nem que fosse escrito em uma única palavra, sabia se expressar como ninguém, sentimentos puros.
Lá estavam ela, as garotas glamurosas da escola, pensavam que iriam dominar o mundo com seus vestidos cor de rosa, me observam sempre que eu passo, esperando eu passar pelas escadas para falar de mim.
Elas não me conhecem.
Me olham com olhar de desdém.
Porque estão me olhando assim? não me olhem desse jeito eu sou igual a vocês, não tao glamurosa, mas sou igual, com sentimentos. Parem de rir de mim, sou uma pessoa igual a vocês.
Sentimentos puros .. destruídos.
Vocês tem coração? ou são pedras no lugar? de gelo?
Qual é o problema de eu gostar de roupas e músicas diferentes? 
Não toque no meu cabelo.
Não toquem nas minhas roupas.
Ei, esse era meu fone de ouvido favorito.
Não ria de mim, não jogue bolas de papel em mim.
Não fiquem zombando da minha cara, não esta sendo engraçado.
Parem com isso!
Eu sou igual a vocês, não consegue ver?
Me deixem em paz!